1891

A partir de 1891 Eduardo Barrancos e a sua esposa decidem começar a dividir esta grande propriedade em Courelas de vinha, azinho e cereais, terrenos bem delimitados (aproximadamente 20.000 metros quadrados cada)  e vendidos posteriormente em parcelas a diversos interessados.